Ano novo, estilo novo

Oi Gente,

Para sustentabilizar é preciso simplificar…iniciamos o ano com essa proposta.

Entao, visite as PAGINAS VERDES.ORG e visite-nos na categoria AGENDA.

Anúncios

Feira do ESCAMBAU – Brasilia

Escambau – Feira de Trocas

A Escambau é um dos principais projetos culturais da Cooperativa Trilha Mundos (www.trilhamundos.com.br). A idéia tem fundamento na prática da economia solidária, buscando promover na sociedade uma reflexão sobre o consumismo e os valores dados a cada produto. O estímulo ao reaproveitamento de artigos, a partir da troca, mostra uma nova forma de adquirir materiais, sem o uso do dinheiro. Com essa premissa, a Feira foi organizada nos moldes da prática do escambo, uma das mais antigas formas de negociação de produtos da civilização. A compra e venda de produtos não são permitidas no evento.

A feira é uma forma de dar outro destino aos produtos que não são mais necessários para você, mas que podem ter muito valor para outras pessoas.

São trocados artigos novos e usados, possibilitando a re-ciclagem e o reaproveitamento de produtos literários (livros, revistas em quadrinhos), e fonográficos (CD’s, LP’s, DVD’s), além de roupas, artigos de decoração, esportivos, de utilidade doméstica, entre outros. Quem quiser participar do evento basta levar algum item que não precise mais e negociar a troca no local.  Os itens devem estar limpos e em bom estado de conservação.

As pessoas que tiverem mais de 20 itens para trocar podem ter uma mesa gratuitamente, nessa edição as mesas serão liberadas por ordem de chegada.

A primeira edição da Feira ocorreu em agosto de 2006 e, desde então, o encontro vem crescendo e agregando novos adeptos. Além das trocas, a feira sempre promove atrações artísticas, como forma de promover o intercâmbio cultural. Nas suas primeiras edições a Escambau foi realizada no Conic, fazendo parte do Programa de Revitalização do Setor de Diversões Sul, uma parceria entre a Cooperativa Trilha Mundos e a Prefeitura do SDS. O evento também já foi realizada em universidades – UnB, UniceuB e Universidade Católica – parques e espaços culturais da cidade.

No dia 28 de novembro de 2009, acontece a 11ª edição da feira, das 14h às 18h. A feira irá marcar a inauguração do novo Centro Cultural Raízes, agora localizado na 408 norte, bloco D. No som, muita música brasileira com o DJ Rud.
A Escambau também arrecada doações. Os livros e os artigos de vestuário doados irão para instituições beneficentes.

Para saber mais informações, entre em contato com a organização da Feira pelo e-mail feiraescambau@gmail.com, e faça parte da comunidade Escambau no orkut: http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=17022274.

Serviço:

Escambau – Feira de Trocas
Data: 28/11/2009
Horário: 14h às 18h
Local: Centro Cutural Raízes, 408 norte, bloco D. Brasília-DF
Atração: DJ Rud

Contatos:
feiraescambau@gmail.com
9964-2048

A Rota dos Ciganos

ROMANI ROTA (A ROTA DOS CIGANOS)

Introdução à História dos Ciganos

Dia 02 de dezembro, às 19h

(Não é preciso se inscrever. Pedimos chegar com 15 minutos de antecedência)

A UMAPAZ convida para a palestra Rota dos Ciganos, que será apresentada no dia 02 de dezembro por Nicolas Ramanush, antropólogo, presidente da embaixada cigana do Brasil e autor de várias publicações, entre elas “Palavras Ciganas – Vocabulário e Gramática Romani-Sinte”, 2009.

 

Na ocasião, o palestrante falará sobre a origem étnica dos ciganos, que hoje são cerca de 12 milhões, causas da diáspora, perseguição, discriminação e miscigenação. E, será abordada a chegada dos primeiros ciganos no Brasil e suas influências na formação da cultura brasileira.

Os ciganos – termo genérico para designar grupos que se autodenominam rom, kalderash, calon e sinti, entre outros -, podem ser encontrados em várias partes do mundo. Falam centenas de dialetos, têm os mais variados costumes e valores culturais, não havendo uma distinção hierárquica que torna um grupo superior ao outro.

No encerramento haverá apresentações de música e dança cigana, sob a coordenação de Ingrid Ramanush e Grupo Embaixada Cigana.

Serviço: Palestra – Romani Rota: Introdução à História da Cultura Cigana
Data e horário:
02 de dezembro, das 19h às 21h30

Palestrante: Nicolas Ramanush

Apresentação de músicos e dançarinos: Grupo Embaixada Cigana, coordenação Ingrid Ramanush

Local: UMAPAZ – Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz

End.: Av. Quarto Centenário, 1268- portão 7-A – Parque Ibirapuera

Participação gratuita

Não é preciso se inscrever. Pedimos chegar com 15 minutos de antecedência.

8ª Expo Brasil Desenvolvimento Local – São Paulo

São Paulo sedia 8ª Expo Brasil Desenvolvimento Local
Agentes locais, gestores de políticas públicas e especialistas brasileiros e internacionais em Desenvolvimento Local se reúnem no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo (SP), entre os dias 25 e 27 de novembro, para debater avanços, retrocessos e novos desafios da área no Brasil e no exterior. O Movimento Nossa São Paulo também terá um painel no evento, no dia 27, das 15h30 às 17h30, sobre o tema Sustentabilidade, Indicadores e Mobilização Social.

CORES NATURAIS

ATELIER ETNO BOTANICA – CORES NATURAIS_EBER LOPES FERREIRA
MAIORES INFORMAÇÕES: LEKA OLIVEIRA 11. 6369 8382 ou 8081 9578
corantesnaturais@gmail.com
– OFICINA DE SHIBORI-( TINGIMENTO NATURAL) – TATIANA POLO
APRENDA TECNICAS DE SHIBORI REALIZADAS EM TECIDOS NATURAIS E TINGIDOS EM CORANTES NATURAIS:
– TECNICA ITAJIME – TINGIMENTO NA TAIUVA,- TECNICA MOKUME – TINGIMENTO EM RUBIA,- TECNICA ARASHI- TINGIMENTO EM PAU-FERRO,- TECNICA ORINUI – TINGIMENTO INDIGO
‘QUANDO O SHIBORI E FEITO, O TECIDO ADQUIRI O FORMATO DA TRIDIMENSÃO PARA ENTÃO SER TINGIDO.O RESULTADO E A SOMA DA FORMA TRIDIMENSIONAL, O TIPO DA RESISTENCIA E A PRESSÃO EXERCIDA QUE SEGURA A FORMA DURANTE O TINGIMENTO.O TECIDO SENSIVELMENTE GRAVA A FORMA E A PRESSÃO.E A MEMORIA DA FORMA QUE PERMANECE IMPRESSA NO TECIDO. E A ESSENCIA DO SHIBORI’
TATIANA POLO_ARQUITETA, FORMADA EM DESING DE ESTAMPARIA DE KIMONOS_ JAPÃO.

Aulas dias: 26 Novembro, 03, 10 e 17 Dezembro (Quintas-feiras), das 09:00 as 11:00 ( Curso de 04 aulas, 04 tecnicas)
Investimento: R$ 450,00 _ Incluso Apostila e Materiais aulas práticas.
Dados para depósito:
ETNO BOTANICA PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLOGICA LTDA.
Banco do Brasil – 001,Agencia: 1892-9, Conta corrente: 14.957-8, Cnpj: 09.021.625-0001-04
Necessário confirmacao via email.E-mail: corantesnaturais@gmail.com
Solicite a nota fiscal.
Necessário o preenchimento deste para reserva de matrícula:
· Aluno:
· CPF:
· Telefones contato:
· Email:
· Endereço:
· Cep::
· Breve currículo:

3º Workshop em Biodegradação e Biorremediação

Campinas, São Paulo, 1 a 4 de dezembro de 2009

O 3º Workshop em Biodegradação e Biorremediação vai ocorrer em Campinas, SP – Brasil. É o terceiro de uma série de encontros bem-sucedidos em Desenvolvimento de Biodegradação, que se iniciou em 1996, também em Campinas.

biodegraPara essa edição foi acrescentada uma abordagem muito importante em Biorremediação. A poluição de água, solo e ar são problemas que estão desafiando a comunidade internacional. Os estudos de Biodegradação e de Biorremediação requerem mais do que o conhecimento de uma ou mais disciplinas. Existe uma necessidade crescente de técnicas e produtos que minimizem os efeitos negativos no ambiente de agroquímicos. Assim, a Comissão Organizadora do evento recomenda a participação de estudantes e cientistas de áreas relacionadas ao evento. O evento objetiva reunir ecologistas, geneticistas, químicos especialistas em micro-organismos de todo o mundo para discutir os vários tópicos relativos à ecologia e ao uso potencial de micro-organismos e plantas para limpar o solo e a água.

Mini-cursos

30 de novembro de 2009
Embrapa Meio Ambiente, Jaguariúna, SP – Brasil

III Workshop

1 a 4 de dezembro de 2009
Auditório do Instituto Agronômico – IAC, Campinas, SP – Brasil

1 de dezembro (terça-feira)

8h Inscrições

9h30 Abertura

10h30 BIORREMEDIAÇÃO IN SITU: METODOLOGIAS E PROTOCOLOS USADOS EM PESQUISAS DE CAMPO
René Schneider , Universidade de São Paulo – USP

12h Almoço

14h Mesa-Redonda: ASPECTOS MOLECULARES DA BIORREMEDIAÇÃO DE POLUENTES
Lucia Durrant, Universidade Estadual de Campinas – Unicamp
» Metaproteômica de Comunidades Microbianas em Solos Contaminados por Compostos Orgânicos e Metais
Eder Santos, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – Esalq/USP
» Aspectos Moleculares da Biodegradação de Hidrocarbonetos
Matthew James Grossman, Biotecnologia Biosage, New Jersey, USA
» Clivagem G-S e Biodegradação de Orgânicos Fluorados: Proteômica e Aspectos Moleculares
Jonathan D. Van Hamme, Thompson Rivers University, Canada

16h Café

16h30 APRESENTAÇÃO ORAL DE TRABALHOS SELECIONADOS
Rose Marry A. Gondim Tomaz, Instituto Agronômico – IAC

18h COQUETEL

2 de dezembro (quarta-feira)

8h30 TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS COM FUNGOS
Nelson Duran, Unicamp
9h30 Café

10h Mesa Redonda: AVANÇOS DA BIORREMEDIAÇÃO DE SOLOS CONTAMINADOS NO BRASIL E NO MUNDO
Paulo Negrais Seabra, Petrobras
» Processos Biodegrativos Anaeróbios em Águas Subterrâneas Contaminadas por Biocombustíveis
Henry Consenil, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
» História da Biorremediação e as Novas Tendências nos Estados Unidos
John T. Wilson, Environmental Protection Agency, USA
» Estado da Arte da Biorremediação no Brasil
Paulo Negrais Seabra, Petrobras

12h Almoço

13h30 APRESENTAÇÃO ORAL DE TRABALHOS SELECIONADOS
Maria Laura Mato, Embrapa Clima Temperado

15h30 Café

16h Mesa-Redonda: AGRONEGÓCIO, DEFENSIVOS AGRÍCOLAS E MEIO AMBIENTE; MANEJO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA
Pedro José Valarini, Embrapa Meio Ambiente
» A Indústria de Produtos Fitossanitários no Brasil;
José Otavio Machado Menten, Associação Nacional de Defesa Vegetal – ANDEF
» Visão da Indústria sobre o Futuro e Meio Ambiente;
Maria de Lourdes S. Fustaino, FMC do Brasil
» Avaliação Ambiental de Substâncias e Produtos Perigosos.
Kênia Godoy , Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama

17h30 APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES

3 de dezembro (quinta-feira)

8h30 BIORREMEDIAÇÃO DE SOLO E ÁGUA SUBTERRÂNEA CONTAMINADOS COM TETRACLOROETENO
Márcio Lambais, Esalq/USP

9h30 Café

10h Mesa-Redonda: NOVAS FERRAMENTAS PARA ANÁLISE DA COMUNIDADE MICROBIANA EM AMBIENTES POLUÍDOS
Vivian H. Pellizari, USP
» Diversidade Microbiana em Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais
Alexandre Rosado, Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ
» Utilização de Microrganismos Imobilizados para Biodegradação de Xenobióticos
Vânia Maria Maciel Melo, Universidade Federal do Ceará – UFC
» Avaliando a Diversidade Taxonômica e Funcional de Ambientes Contaminados através da Técnica de SIP- DNA
Vivian H. Pellizari , USP

12h Almoço

14h PROSPECÇÃO DE MICRORGANISMOS PARA A PRODUÇÃO DE ENZIMAS HIDROLÍTICAS E PARA A FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA
Cristina M. Monteiro Machado, Embrapa Agroenergia

15h Café

15h30 APRESENTAÇÃO ORAL DE TRABALHOS SELECIONADOS
Célia Maria Maganhoto S. Silva, Embrapa Meio Ambiente

17h APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES

4 de dezembro (sexta-feira)

8h30 BIODEGRADAÇÃO DE DROGAS FARMACÊUTICAS
Anthony Hay, Cornell University, USA

9h30 Café

10h Mesa-Redonda: FITORREMEDIAÇÃO DE SOLOS CONTAMINADOS COM METAIS PESADOS
Adriana Marlene Moreno Pires, Embrapa Meio Ambiente
» Estudo de caso: Fitorremediação de Áreas Contaminadas com Metais Pesados e Boro;
Cleide A. Abreu, IAC
» Estudo de Caso: Fitorremediação de Áreas Contaminadas com Chumbo;
Clistenes W. Araújo do Nascimento, Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, Brasil
» Experiências de Fitorremediação de Solos Contaminados com Metais Pesados
Domy Adriano, University of Georgia, USA

12h Almoço

14h Mesa-Redonda: CORANTES TÊXTEIS: EM BUSCA DA QUALIDADE AMBIENTAL
Regina Teresa Rosim Monteiro, Centro de Energia Nuclear na Agricultura – CENA/USP
» Biodegradação de Corantes Têxteis
Regina Teresa Rosim Monteiro, CENA/USP
» Processos e Produtos Têxteis Produção mais Limpa e Ambiente Sustentável
Doralice de Souza Luro Balan, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza – CEETEPS, Faculdade de Tecnologia – FATEC
» Diretrizes para Corantes Sintéticos Azo Ambientalmente Corretos
Harold S. Freeman, North Carolina State University, USA
» Atividades Mutagênicas de Produtos Oriundos da Indústria Têxtil
Gisela de Aragão Umbuzeiro – Unicamp

17h ENCERRAMENTO

Chamadas de Resumos

Os resumos devem estar relacionados ao tema do evento e não poderão exceder 300 palavras. Após a avaliação, pelo comitê científico, os autores serão convidados à submeter seus manuscritos.

1. Os trabalhos poderão ser apresentados de forma oral ou de painel. A decisão final a respeito do tipo de apresentação será feita pela comissão.

2. O resumo a ser submetido à Comissão Organizadora será no formato A4, com margens superior de 3,0 cm e inferior de 1,5 cm, e margens esquerda e direita de 2,5 cm, sem moldura.

3. O resumo pode ser entregue em formato RTF ou DOC 97/2003. A fonte deve ser Arial, tamanho 11 e justificado.

4. O texto pode ser redigido em português ou inglês.

5. Cada resumo deverá conter, de maneira clara e objetiva, cabeçalho com título do resumo (em negrito e caixa alta) e nomes dos autores e instituições. O autor responsável deve ter seu nome sublinhado e informar endereço eletrônico.

6. No final, separados por um espaço em branco do corpo do resumo, deve(m) estar citado(s) o(s) nome(s) do(s) órgão(s) financiador(es), quando houver, alinhado(s) à esquerda.

7. O resumo será impresso exatamente como for enviado, sem qualquer modificação. Não será aceito resumo fora do formato estipulado.

8. O resumo deve ter pelo menos um dos autores inscritos no evento.

Data Limite para Envio de Resumos

02 de outubro de 2009
paper@cnpma.embrapa.br

Mini-cursos

30 de novembro (segunda-feira)
das 8h15 às 18h
Embrapa Meio Ambiente, Jaguariúna/SP

1 – Teórico: Biocatálise Ambiental
Viridiana Ferreira Leitão, Instituto Nacional de Tecnologia, Ministério da Ciência e Tecnologia – INT-MCT

2 – Teórico: Fitorremediação de Solos Contaminados com Metais Pesados
Domy Adriano, University of Georgia, USA

3 – Teórico: Biodegradação de Polímeros Sintéticos e Biodegradáveis
Sandra Mara Martins Franchetti
Suely Patricia Costa Gonçalves
Adriana de Campos
Adriano U. de Faria
Rejane Cristina Trombini Perereira
Universidade Estadual Paulista – UNESP de Rio Claro

4 – Teórico: Métodos Avançados para Detecção de Microrganismos Produtores de Biossurfactantes
Márcia Nitschke, USP

*5 – Teórico Prático: Métodos Multi-resíduo LC-MS/MS para Análise de Agrotóxicos
Sonia Claudia Nascimento de Queiroz, Embrapa Meio Ambiente
Vera Lúcia Ferracini, Embrapa Meio Ambiente

*6 – Teórico-Prático: Abordagens Moleculares para Monitorar Contaminações Am-bientais
Fernando Dini Andreote, Embrapa Meio Ambiente
Valéria Maia, Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas – CPQBA/Unicamp

*Os cursos teórico-práticos serão limitados a 16 participantes. Caso haja demanda superior, a comissão organizadora estudará a possibilidade de oferta em oportunidade futura.

Inscrições

As inscrições serão registradas mediante preenchimento do formulário eletrônico disponível em: http://www.funarbe.org.br/eventoembrapa.
A efetivação da inscrição será feita por meio da confirmação do pagamento pela Fundação.
Inscrições custeadas por instituições públicas deverão ser realizadas diretamente pelo e-mail rodrigo@funarbe.org.br.
O pagamento pode ser parcelado em 2 vezes para as inscrições realizadas até 30/10.

Taxas    Até 30/10    Após 30/10
Estudantes *    R$ 200,00    R$ 250,00
Profissionais    R$ 400,00    R$ 500,00
Mini-cursos**
Estudantes    R$ 50,00    R$ 100,00
Profissionais    R$ 100,00    R$ 150,00
* Estudantes: enviar comprovante da instituição de ensino para biodegradacao@cnpma.embrapa.br ou pelo fax: (19) 3311-2640.
** As inscrições nos mini-cursos estão condicionadas à participação no Workshop.

Informações

Embrapa Meio Ambiente
Área de Comunicação Empresarial
Caixa Postal 69 – Cep 13820-000 – Jaguariúna/SP
Telefone: [19] 3311-2602 Fax: [19] 3311-2640
biodegradacao@cnpma.embrapa.br
http://www.cnpma.embrapa.br

X CURSO LATINO AMERICANO DE BIOLOGIA DA CONSERVAÇÃO – 04 de novembro a 03 de dezembro de 2009

 Na última década o Curso Latino Americano de Biologia da Conservação vem contribuindo para a formação de profissionais comprometidos com a conservação da diversidade socioambiental da América Latina. Durante as quatro semanas de capacitação os participantes compartilham experiências com renomados profissionais que atuam nas diferentes esferas da Biologia da Conservação. O conteúdo programático deste curso trata primeiramente de uma abordagem conceitual teórica, seguido de metodologias e ferramentas úteis em estudos de campo e por último, estudos de caso nos quais os alunos vivenciarão a realidade de um programa de conservação na região do Pontal do Paranapanema. Tem como objetivo apresentar e analisar os vários processos que levam aos atuais padrões de perda de biodiversidade e discutir possíveis soluções para os problemas detectados.
 PÚBLICO-ALVO
Pesquisadores, estudantes de pós-graduação, profissionais atuantes ou que pretendem atuar em projetos de conservação e/ou manejo da vida silvestre.
 CONTEÚDO
– Abordagem Conceitual Teórica: História Ecológica Global; Introdução a Biologia da Conservação; Medicina da Conservação; Genética da Conservação; Ecologia da Paisagem; Legislação Ambiental Brasileira; Economia Ambiental; Inserção da Avaliação de Impacto Ambiental nos Processos de Tomada de Decisão; Etnoconservação.
– Metodologias e Ferramentas para Pesquisas Aplicadas à Biologia da Conservação: Métodos de Estudo em Comportamento Animal; Estudos de Avifauna; Técnica e Análise de Dados de Radiotelemetria; Levantamento Fitossociológico; “Distance Sampling” e Transecção Linear; Captura-Marcação-Recaptura; Análise Estatística, Interpretação e Apresentação de Resultados de Pesquisas em Conservação; Elaboração de Propostas e Mobilização de Recursos para Projetos de Conservação.
– Estratégias de Conservação: Sistemas Agroflorestais e Conservação da Paisagem; Educação Ambiental; Empreendimentos Comunitários e Negócios Sustentáveis; Manejo de Espécies Ameaçadas; Manejo da Paisagem; Políticas Públicas; Gestão Integrada da Zona Costeira.
– Estudos de Caso: projetos de conservação desenvolvidos pelo IPÊ*
Pontal do Paranapanema – SP: Programa para Conservação do Mico-Leão-Preto (Leontopithecus chrysopygus); Café com Floresta; Abraço Verde; Detetives Ecológicos.
Região do Parque Nacional do Superagui – PR e SP: Programa para Conservação do Mico-Leão-da-Cara-Preta (Leontopithecus caissara); Diagnóstico e Planejamento Participativo Pesqueiro no Parque Nacional do Superagüi.
Nazaré Paulista – SP: Sombra e Água Fresca – Usos da paisagem e serviços ambientais.
* Para maiores informações sobre os projetos mencionados visite a página www.ipe.org.br.
  
  
 FAÇA A SUA INSCRIÇÃO
Informações: www.ipe.org.br / cbbc@ipe.org.br

55 (11) 4597-1327 / 9981-2601